# KREYSKULL - Tower Witch (2014)

KREYSKULL
Tower Witch
(Inverse Records / 2014)
https://www.facebook.com/kreyskull

Quando uma banda apresenta as suas influências e reparamos que elas provêm dos altares de nomes tão sagrados como Black Sabbath, Pentagram ou Trouble, não podemos evitar uma certa apreensão face ao resultado final. É necessário que toda uma série de factores se consigam alinhar de forma positiva, pois estamos a falar de pilares de todo um género. Esse é um dos grandes desafios que será sempre colocado aos finlandeses KREYSKULL. Como construir e apresentar um fundo de catálogo que possa ir ao encontro dos fans das bandas citadas inicialmente?

Os KREYSKULL parecem ter a perfeita noção de todas estas variáveis e com este segundo album trazem ao mundo do heavy rock uma dose de temas em que não temos qualquer dificuldade em associar períodos e estilos clássicos das bandas em que se inspiram. No entanto, a mais valia dos finlandeses, aquela que lhes permite escapar à rede da emulação fácil e do tributo barato, é o facto de conseguirem incluir algumas passagens mais próximas das estruturas próprias do jazz por entre os riffs fortes e os refrões que vão ficando no ouvido. Torna-se óbvia a tentativa de melhorar a experiência de cada tema, acrescentando pedaços que vão mantendo as coisas vivas e interessantes. Não estamos a falar de experimentalistas do rock pesado, mas sim de temas que funcionam perfeitamente com estas associações, como acontece com o caso de ‘Abomination Jungle’.

“Tower Witch” visita todas estas referências, entre o heavy rock de Sabbath e o blues rock de Hendrix, as passagens mais jazz e alguns bons ganchos que vão sendo lançados pelo caminho, para que nos lembremos o que estamos aqui a fazer, enquanto vão rodando temas como ‘The Man Who Lived Before’ ou ‘Evil Absolute Blues’. A boa música continua a estar presente e estamos aqui para disfrutar dela.

[análise e texto: Rui Marujo]