[entrevista] O CERCO: “O Cerco representa o cerco das forças da natureza ao definhante humano, resultado de um abuso violento e criminoso por parte da destruidora humanidade”

Nascidos das raízes criadas e deixadas por dois outros projectos diferentes, a banda O CERCO tem vindo a fazer crescer a sua própria história e a traçar o seu próprio caminho, seja através da sua música impregnada de camadas de significados e percursos, seja através das suas presenças por todos os palcos e público que…

[entrevista] SERRABULHO: “Algumas influências vêm de bandas de grindcore, slam, mas também de death, rock e punk. Também não descuramos alguma música folclore, não só portuguesa, mas também europeia”

Novo capítulo na nossa parceria com a publicação de alto gabarito underground que responde pelo nome Metal Horde Zine, aqui oferecendo uma visão mais detalhada ao estranho e bizarro mundo dessa máquina de Dance Grind que são os nacionais SERRABULHO! Uma banda que tem recebido elogios de toda a parte, graças ao seu espírito descomprometido…

[entrevista] PILE OF CORPSES: “Não tentamos nos restringir pelos rótulos, a idéia é fazer músicas agressivas e rápidas, em resumo, músicas pros metalheads curtirem um mosh!”

Os PILE OF CORPSES são uma banda de São Paulo (Brasil) com que nos cruzámos na nossa inbox há algum tempo atrás! Contam com duas demos na sua história de edições, desde a formação de banda quando estávamos em 2001 e foi durante o ano passado que veio ao mundo “For Sex, For Violence, For…

[entrevista] IMMINENT ATTACK: “Tivemos varias pedras no caminho, muitas portas fechadas em nossa cara, mas isso nunca nos desanimou … ao que parece estamos colhendo os frutos nestes últimos anos…”

Seja pela enorme energia que o estilo proporciona, seja pela facilidade com que a seriedade e o divertimento caminham lado a lado, em mensagens de intervenção ou cânticos de festa e atitude positiva, existe algo no crossover que, como diria o outro, agrada a miúdos e graúdos! Os IMMINENT ATTACK são um belo exemplo de…

[entrevista] SARDONIC WITCHERY: “Black Metal é individualismo, satanismo, elevação e personificação do teu próprio ser…”

Celebramos aqui novamente os estreitos laços de colaboração que nos unem à Metal Horde Zine, partilhando uma entrevista com SARDONIC WITCHERY, projecto sediado no Texas (USA), mas de raízes totalmente lusitanas encarnadas no seu líder e mentor, King Demogorgon, que nesta troca de palavras com os nossos amigos desvenda o que há para saber acerca…

[entrevista] RUNNING DEATH: “Com o primeiro EP aprendemos a escrever bons temas para tocar ao vivo, enquanto que o segundo é muito mais interessante de ouvir.”

Ao longo dos anos, os passos do thrash alemão foram agregando seguidores e fans que se vão mantendo com o passar das décadas! Existem discos e bandas que vão ficar para sempre, mas há também que contar com os nomes que significam continuidade e que vão mantendo viva a chama de um género que não…

[entrevista] NINJASPY: “conseguir a fusão é complicado, mas tem tudo a haver com a continuidade e o sentir da similaridade rítmica entre géneros diferentes.”

Quando eu era adolescente, lembro-me de ser uma pessoa um pouco intolerante no que diz respeito à música. Estava totalmente mergulhado no meu período punk anarquista underground e, aos meus olhos, tudo o resto era lixo, mainstrem ou uns vendidos! Estou contente por ter crescido e ultrapassado esses preconceitos ridículos! Agora, posso apreciar confortavelmente bandas…