[entrevista] O CERCO: “O Cerco representa o cerco das forças da natureza ao definhante humano, resultado de um abuso violento e criminoso por parte da destruidora humanidade”

Nascidos das raízes criadas e deixadas por dois outros projectos diferentes, a banda O CERCO tem vindo a fazer crescer a sua própria história e a traçar o seu próprio caminho, seja através da sua música impregnada de camadas de significados e percursos, seja através das suas presenças por todos os palcos e público que…

[entrevista] SERRABULHO: “Algumas influências vêm de bandas de grindcore, slam, mas também de death, rock e punk. Também não descuramos alguma música folclore, não só portuguesa, mas também europeia”

Novo capítulo na nossa parceria com a publicação de alto gabarito underground que responde pelo nome Metal Horde Zine, aqui oferecendo uma visão mais detalhada ao estranho e bizarro mundo dessa máquina de Dance Grind que são os nacionais SERRABULHO! Uma banda que tem recebido elogios de toda a parte, graças ao seu espírito descomprometido…

[entrevista] SARDONIC WITCHERY: “Black Metal é individualismo, satanismo, elevação e personificação do teu próprio ser…”

Celebramos aqui novamente os estreitos laços de colaboração que nos unem à Metal Horde Zine, partilhando uma entrevista com SARDONIC WITCHERY, projecto sediado no Texas (USA), mas de raízes totalmente lusitanas encarnadas no seu líder e mentor, King Demogorgon, que nesta troca de palavras com os nossos amigos desvenda o que há para saber acerca…

[entrevista] SPEEDEMON: “O que queremos fazer é criar temas que nos façam vibrar com o que estamos a tocar e que essa boa onda possa passar para o público”

O que acontece quando se tem vontade em retirar prazer das raízes deixadas ao longo da história do speed, heavy ou thrash metal? Acontecem os SPEEDEMON e a sua música a invocar as recordações, não só dos seus elementos, mas também de todos quantos se cruzem com eles! E o que acontece quando estamos a planear…

[entrevista] MISS CADAVER: “Também tento passar uma mensagem positiva de crença e auto-determinação. A minha música também é acerca de força interior”

Este é um dos diversos projectos paralelos levado a cabo por Rui Vieira (Machinergy, Baktheria, Bicéfalo), que o próprio utiliza como canalizador de muita da sua criatividade musical e lírica! Tem muito de punk e da sujidade própria do crust, tem crítica social e gritos de revolta! Tem também alguns lançamentos físicos, nesse formato tão…